BRINCANDO NO PÉ

Rua Pedroso de Camargo 319 - Chácara Santo Antônio . São Paulo–SP

Telefone: (11) 99364.6887

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

Como são feitas as festas no Brincando no Pé?

October 8, 2017

Quando comecei a fazer as festas no Brincando no Pé, não tinha muita certeza do caminho que tinha escolhido!

 

Estava insegura com o que fazer, mas também tinha algumas certezas, pois sabia que não queria repetir o modelo atual de festas que se repetia por aí.

 

Comecei a estudar mais os tipos de mesas, as decorações, os temas e nada do que via fazia meus olhos brilhar. Aliás, ficava meio chocada com os mini casamentos ao invés de festinhas infantis e com a quantidade absurda de lixo que era produzida em uma mesa de festa! Descobri que a indústria das festas cresceu tanto que os valores são muito altos e a infinidade de inutilidades vai além do que possa imaginar.

 

Lembro de uma mãe que me disse: “Su, eu queria fazer tudo personalizado sabe?”. Confesso que não tinha entendido muito e pedi que ela me explicasse realmente o que  estava querendo dizer. Ela com seu jeitinho fofo de mãe de primeira viagem com seu bebê de 1 ano, me disse: “Ah eu queria etiquetinha com o nome dele nas coisas”. Eu sorri e disse para ela: “Mas isso, ao meu ver, é etiquetado e não personalizado! Vamos pensar em um tema diferente que realmente faça sentido para seu filhote, que o represente e que a família se identifique”.

 

Depois de algumas conversas decidimos pelo tema piquenique e a festa foi feita com legumes e frutas de verdade, assim como o filho gostava!

A partir daí entendi que meu papel era mesmo de educadora, mostrar que existiam outras possibilidades e que era possível criar temas, observar mais profundamente o gosto de cada criança e, se possível, montar junto com as famílias.

 

Não tenho nada com príncipe e princesa, aliás adoro os contos de fadas, mas era possível abordar estes temas de uma maneira mais ampla, trazendo aspectos do fundo do mar para a Ariel, por exemplo. Colocando a Ladybug dentro de um lindo jardim e até a Frozen em uma mesa contemplando a neve, as cores e mantendo sua beleza e graça.

 

Já fizemos um tema bem diferente, bonecas e suas casinhas, colocando na mesa várias tipos de casinha, todos os brinquedos da aniversariante. Produzimos várias mesas com tema de histórias, os três porquinhos são os mais pedidos, mas o lobo, a chapeuzinho também estão entre os preferidos.

 

Um tema inovador foi uma festa com um caminhão de gás, o qual a família conseguiu até um exemplar doado pela empresa. Uma família trouxe um desenho feito pelo pai e um fundo de bolinhas feito pela mãe para representar os bombeiros, uma festa com trabalho em família!

Outro tema que adoramos fazer foi de feira, a família trouxe do interior um carro de frutas, cada um ganhava uma sacolinha e como lembrancinha cada um fazia sua feira, este foi realmente demais!

 

Aprendo que o importante é ter uma conversa aberta e próxima com as famílias, incentivar que tragam elementos significativos das crianças para que elas se reconheçam naquela mesa e, assim, criamos temas personalizados do jeitinho de cada criança!

Logo no meu percurso percebi que os locais de festas não tinham uma divulgação das propostas de recreação. Em sua maioria, eles tinham os monitores, os brinquedos e eletrônicos como proposta de brincar. Eu, como educadora, sabia que tinha que oferecer outras possibilidades, não só porque achava as festas barulhentas, mas acho inadequado algumas posturas e atividades.

 

Fui em busca do mais simples, rodas de música, contações de histórias, brincadeiras circenses, entre outros, e o que eu acho o mais interessante, a construção da lembrancinha feita na festa. Estas oficinas podem ser o ponto alto da festa, pois é um momento coletivo, na qual pais e filhos vivem um momento bastante especial.

 

Tivemos uma festa com 25 familiares, entre eles tios, avós e primos. Fizemos uma roda de música, todos os convidados participaram, tocaram instrumentos, relembraram músicas de sua infância. No final, terminamos com uma ciranda e apagamos todas as luzes para que a família fosse dançando e cantando, todos de mãos dadas, seguidos por uma lamparina até a mesa do parabéns. Ao final da festa os avós vieram nos agradecer e disseram que eles gostariam de comemorar os seus 80 anos no nosso espaço, pois conseguiram relembrar e reviver momentos especiais de suas infâncias!!

 

 

Estas oficinas não são obrigatórias, pois além desta grande repertório de oficinas, montamos o espaço para receber as crianças, as atividades e os cantinhos são pensados para cada festa, levando em consideração a idade da crianças e dos convidados, bem como o gosto e desejo de cada família. Claro que para isso tem sempre uma boa conversa para entender cada perfil. Nossas festas contam com instrumentos, túnel, cabanas, rampa de carrinhos, bichos da terra e do mar, pés de coco, oficinas de artes, tudo com muito encantamento e beleza.

 

Nosso diferencial é proporcionar um ambiente na qual a família sinta-se livre para brincar com seus filhos ampliando seu repertório de brincadeiras e podendo escolher estar presentes neste momento de celebração junto aos seus filhos.

 

Esta escolha com certeza foi a mais certeira. Recebo inúmeros agradecimentos sinceros e emocionados dizendo que nunca viram as crianças brincarem tanto, tão soltas, tão autônomas e tão felizes!

 

Festas são momentos mágicos. Momento de celebrar e compartilhar com amigos e família mais um ano de vida e, nosso papel, é ajudar a fazer de algumas horas algo inesquecível!

 

#BrincandonoPé #blog #temasparafestas #livrebrincar #festasdoBrincandonoPé #festacriativa #festaparacrianca #crianca #infanciasaudavel

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload